Embora o nome pareça indicá-lo (telha = telhado), a realidade é que a evolução do design e da inovação em produtos de construção possibilitou que diferentes materiais tivessem mais do que um só uso, proporcionando uma diferenciação no design, mas também conforto e eficiência energética. 

No caso das telhas, a melhoria dos perfis das telhas planas fez com que muitos arquitetos as considerassem um excelente recurso para inovar no design dos seus projetos, usando-as também como acabamento da fachada.

As suas cores (diferentes das fachadas tradicionais) e a textura são alguns dos motivos que podem levar à sua instalação, mas, além disso, a colocação da telha plana na fachada garante uma estanqueidade perfeita à água, minimizando (ou eliminando) a possibilidade de aparecerem desagradáveis manchas de humidade no interior da habitação. E se isso não bastasse, não podemos esquecer que, com a instalação da telha plana, criamos uma fachada ventilada, com a qual se reduzem as pontes térmicas e melhora o conforto dentro de casa.

Como é que isso acontece?

A fachada ventilada é uma cobertura externa que consiste, basicamente, numa camada interna, uma membrana de isolamento e uma camada externa, que neste caso seria a telha plana. Ao ser instalada sobre perfis, as telhas permitem a criação de uma câmara de ar interior entre o isolamento e esta “segunda pele”. As juntas entre as telhas facilitam a circulação de ar nesta câmara, permitindo a secagem de possíveis condensações intersticiais que ocorrem no inverno, além de atuar como um amortecedor térmico, contribuindo para a melhoria da eficiência energética no interior do edifício (reduzindo o uso de aquecimento no inverno e de ar condicionado no verão).

A instalação de uma fachada ventilada é muito similar à de uma cobertura inclinada, onde a fixação de todos os elementos é obrigatória e há que reforçar por questões de segurança. As linhas geradas entre os beirais, cantos, etc., marcam ainda mais o design, dando a possibilidade de o projeto se destacar.

Em caso de dúvida sobre a instalação de alguns dos elementos, é sempre recomendado seguir as instruções do fabricante e, se possível, contar com a assessoria de um serviço técnico profissional. 

Partilhar

Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter

One Comment

Leave a Reply