Já tomou uma decisão. Teve em conta o arquiteto que se encarregou de desenhar a sua casa e vai instalar uma determinada cobertura. Mas… tem a certeza que o sistema escolhido cumpre tudo aquilo que a sua publicidade promete? É importante que saiba ler as letras pequenas e que conheça os ensaios ou simulações aos quais o produto foi submetido.

Seguramente já viu uma infinidade de vídeos e imagens de ensaios de automóveis que testam a segurança dos seus ocupantes ou de roupas a serem submetidas a centenas de lavagens antes de serem colocadas à venda para provar a sua resistência. Estes são passos de qualidade que ocupam uma boa parte da investigação e do investimento dos fabricantes, num mercado competitivo e cada vez mais exigente.

No caso das coberturas, passa-se exatamente o mesmo. Os fabricantes geralmente contam com centros técnicos onde validam os seus novos produtos e sistemas que lançam no mercado. Cada um dos produtos é submetido, nesses centros, aos testes mais exigentes, muito superiores às exigências europeias e às distintas certificações de cada país.

Mas…o que é que se faz concretamente neste tipo de instalações?

São várias as missões de um centro técnico. Nele são feitas as validações de produtos e sistemas, dá-se suporte no desenho e na implementação de novas tecnologias nas fábricas e trabalha-se na inovação e no desenvolvimento de novas tecnologias e processos. Além disso, é também nestes centros que se gere a propriedade intelectual dos sistemas e se dá formação a equipas internas e externas sobre o seu uso.

Um dos exemplos de referência a nível mundial é o Technical Center do grupo BMI, localizado na Alemanha, e onde são executados ensaios e simulações de teste para produtos em coberturas planas e inclinadas. Um dos seus fatores diferenciadores que o destaca entre os congéneres é o denominado centro para o estudo da física do telhado, onde se criam ferramentas para a simulação de projetos de coberturas reais em condições diversificadas.

Dirigido por Christian Pohl, o Technical Center do grupo BMI desempenha também um papel crucial na formação de técnicos de todas as disciplinas, fruto da sua vasta experiência em materiais e instalação de coberturas.

Nesta unidade de ponta não falta um Túnel de Vento, onde se comprovam a estanquidade funcional dos produtos e sistemas, assim como se simulam as condições de chuva e vento mais severas, tanto no norte da Europa, como climas tropicais. Entre as múltiplas atividades especializadas, destacam-se igualmente os testes às propriedades mecânicas, envelhecimento acelerado e resistência ao gelo.

Os seus sistemas de validação baseiam-se em reduzir ao mínimo os riscos de falha do produto nas condições normais de instalação, pelo que, muitos produtos devem ser reavaliados e corrigidos antes da sua validação definitiva.

Se a cobertura exigida conta com um teste ou ensaio desta natureza, pode estar seguro e ter plena confiança de que os produtos testados estarão muito acima de todos os standards de qualidade e durabilidade exigidos pelas normas em vigor.

Partilhar

Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter

Leave a Reply