O que é a “refletância solar”? O que significa “emissividade”? E como é que tudo isto o ajuda no conforto térmico de sua casa? Numa altura em que a eficiência energética e térmica estão na ordem do dia, há um conjunto de conceitos que fazem cada vez mais parte da nossa vida. E que convém conhecer.
À medida que a ciência dos materiais vai evoluindo e, a par disso, numa era em que a sustentabilidade na construção vai descobrindo novos caminhos de qualidade de vida, a refletância solar e a emissividade conhecem um novo protagonismo. Mas o que significam e como é que elas podem ajudar nas nossas casas?
A resposta é clara: nos materiais que constituem a cobertura da envolvente de uma moradia.
Quando se fala de refletância e de emissividade nos materiais que formam o revestimento de uma cobertura plana ou inclinada, é importante conhecer a capacidade destes para refletir a radiação solar, bem como a sua capacidade de emitir a radiação que absorvem.
Estas duas propriedades, combinadas com a temperatura superficial, permitem obter o denominado SRI (Solar Reflectance Index), ou seja o “Índice de reflectância solar”, que se expressa numa escala de 0 a100 e que mede a capacidade que uma dada superfície apresenta na reflexão do calor do sol.
O SRI agrega num só valor a combinação de:
• refletância solar;
• emissividade térmica;
• temperatura superficial.

O valor de SRI depende de vários fatores, tais como a cor, o tipo de material e a sua geometria. Conhecendo o SRI pode também comparar-se as características dos materiais e, dessa forma, padronizá-los para os comparar em função da sua eficiência energética.
É por isso que nas zonas onde a incidência da radiação solar é elevada, sobretudo no caso do verão, são requeridos materiais cujo SRI seja o mais elevado possível. Deste modo evitar-se-á o sobreaquecimento da cobertura e, em grande medida, a transmissão de calor ao interior do edifício.
Este elemento é muito mais importante do que se possa pensar e tem um alcance muito para além de cada caso individual. Tem um impacto abrangente na sustentabilidade ambiental: estima-se que as coberturas representem 22% da superfície de uma cidade, pelo que é de extrema importância a utilização de materiais com índices de refletância altos, mitigando o sobreaquecimento do edifício e, consequentemente, abrindo caminho a um menor consumo energético com os equipamentos de climatização.
Internacionalmente, os valores de referência exigidos em projetos onde se tem em conta a refletância solar, são os seguintes:
– Coberturas planas: SRI -70
– Coberturas inclinadas: SRI – 30
Como nota final, pode-se afirmar que o material de cobertura é importante no momento de determinar a refletância solar, assim como é determinante conhecer a refletância solar equivalente que pode ter um sistema construtivo na sua totalidade.

Partilhar

Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter

Leave a Reply